terça-feira, 4 de fevereiro de 2014

Bloco Pra Iaiá





    Bloco Pra Iaiá, criado em homenagem ao grupo Los Hermanos, prepara repertório em ritmo de carnaval para estrear em 2014. Criado por fãs e pelo naipe de metais dos Los Hermanos, o Bloco Pra Iaiá surgiu de uma reunião de amigos saudosos da banda com um desejo em comum: reviver as famosas músicas do grupo carioca e transportá-las para o universo do carnaval. O nome é uma referência à música “Retrato Pra Iaiá”, de Rodrigo Amarante, presente no segundo CD da banda, o Bloco do Eu Sozinho, lançando em 2001. Para incrementar a ideia, convidaram Bubu, no trompete, e Pimenta, no trombone, ambos ex-integrantes dos Los Hermanos, que imprimiram originalidade aos arranjos e mantiveram a tradição do grupo. O objetivo é homenagear e manter o caráter genuíno das músicas, sem descaracterizar a beleza e personalidade das canções.




    Composta por 15 instrumentistas e dois mestres de bateria e arranjadores, o Bloco Pra Iaiá selecionou para o repertório grandes músicas da banda carioca, entre elas as animadas “Além do que se vê”, “Todo carnaval tem seu fim”, “Tenha dó” e “Pierrot”. Para cada nova música, um novo arranjo especial. A canção “A Flor” recebeu uma versão em funk, a poética “O velho e o moço” ganhou ritmo em marchinha de carnaval e a famosa “O Vencedor” está em ciranda e maracatu.




     À frente da direção musical, a experiência de Thiago Vichi e Letícia Salgueiro trouxe personalidade e força ao bloco. Instrumentistas de Bangalafumenga, Carrossel de Emoções, Do Ben, Picada de Primeira, a dupla imprime às melodias marcadas da banda carioca o inédito compasso de carnaval.




     O trio de cantores Gabriela Pasche, Alexandre Tanaka e Pedro Buarque se reveza nos vocais e emprega uma nova identidade musical às canções. Fato inédito uma voz feminina à frente das já conhecidas “Sentimental” e “Um par”. 




    O Bloco pra Iaiá surgiu despretensiosamente e se manifesta entre experimentos musicais, numa simbiose de novos arranjos, vozes, batidas e sopros. “Transpor as canções para o universo do carnaval, mantendo o cuidado para não descaracterizar as melodias, é prestar uma homenagem ao quarteto do qual sou fã”, destaca Rodrigo Ferraz, cofundador e instrumentista do bloco. 



    Caixas, surdos, tamborins, ganzá, xequerê, repique, trompete e trombone e os instrumentos amplificados como guitarra, baixo e cavaco formam o bloco temático mais aguardado do carnaval de 2014. E como sugere um trecho da canção “Conversa de botas batidas”, prepara uma avenida que a gente vai passar é um convite à folia; uma manifestação de exaltação e tributo à música popular brasileira. 


Formação:

Alexandre Tanaka – voz/guitarra
Pedro Buarque – voz/guitarra
Gabriela Pasche – voz
Rodrigo Grisalho Ramos – baixo
Eduardo Vilela – repique/timbal
Rafael Ferraz – caixa
Angelo Gagliardi – caixa
Luiza Ribeiro – tamborim
Lucas Torres – tamborim/agudos
Ana Letícia Magalhães – ganzá/xequerê
Ayama Prado – surdo
Rodrigo Ferraz – surdo
Breno Lopes – surdo
Bubu – trompete
Pimenta – trombone
Mestres e arranjadores
Thiago Vichi
Letícia Salgueiro


Confira a lista dos blocos do Centro 

Agenda completa de blocos da cidade no TodoRio.com


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Não é necessária a sua identificação para enviar comentários. No entanto, lembramos que, neste blog, é proibido o uso de termos pejorativos, ofensivos ou discriminatórios.

Seu comentário está sujeito à validação dos administradores.